2018-03-05

o atraso da primavera

2018. Final de Fevereiro. As magnólias estão atrasadas. Tenho tanta pena quando tenho de dar esta notícia. De que, como as magnólias, a primavera, a que elas pertencem já despidas, também se vai atrasar. Gosto quando leio a primavera logo no início de Fevereiro, pelas árvores de inverno, pelos cheiros a forçar a nota, pela inquietude dos pássaros, pelo mar no leve desespero de serenar. Nada disso se passa este ano. Só no final de Abril teremos essa libertação dos corpos, antes das chuvas mornas, que este ano virão em Maio. Mas tenham alento. O Verão voltará a encostar ao Natal, e pode ser que este ano a providência nos poupe. As Magnólias já estão abertas nos lugares luminosos, mas as de sombra só agora começam, timidamente, o seu caminho de flor de inverno, que tantas vezes já está nas nossas mãos em Dezembro. Até algumas roseiras de todos os meses estão desfasadas e se demoram. Mas eu gosto é de Magnólias, desta coragem pré-histórica de não mostrar nada quando os corpos ainda estão quentes e secos e cheios de luz, e de só aparecerem para nos confortar quando estamos fartos de chuva e cinza.

@pguilhermemoreira 2018

Sem comentários: