2016-12-06

O Padre Freitas está quase morto

O Padre Freitas está quase morto, é só deixar passar a missa de mês e pronto, morreu. Recebi, na volta do correio, dos jornalistas de excelência que interpelei sobre a vergonha que se preparava - o país mediático não ser capaz de combater a rotina instalada e ignorar este grande homem (na verdade, só o PR teve a decência de emitir uma justa nota de condolências) - alguns testemunhos que me comoveram: houve mesmo um que era um genial atestado de lucidez e consciência da camisa de forças. Na própria instituição que o Padre Freitas dirigiu e o acolheu uma vida, o Colégio dos Carvalhos, e exceptuando a memória individual, temo que não se faça o que é devido e comecem a desaparecer as palavras e os murais de homenagem. Há pouco, também eu me comovi ao ler estas palavras no mural do Eduardo Pitta, "A primeira coisa que aprendemos no Facebook é que estamos rodeados de eruditos. O neófito mais
humilde lê Artaud ao pequeno-almoço e sabe de cor a obra completa da Lispector. A maior parte das vezes não conseguem alinhar duas frases mas isso é uma minudência que nunca os preocupará." Não gosto muito de me exlcuir destas inanidades que o Eduardo caracteriza, mas comovo-mo com esta clareza. A mim pode acontecer-me o mesmo, se não estou atento, vigilante e me mantenho em combate. É um problema global. É por isso que, para saber precisamente aquilo pelo que vou lutar, fui à Biblioteca Municipal do Porto ler a que, provavelmente, é a única obra do Padre Freitas que foi dada ao prelo, "A pedagogia do léxico", de que muitos devem ter ouvido falar, mas poucos realmente conhecem. Fiquei assoberbado com a minha ignorância. Vergado a tanta sabedoria. Sendo um livro eminentemente técnico, ele levou-o à prática quando ensinou português. Pelos testemunhos, foi um professor brilhante. Era sempre. Deixo-vos a capa e o índice geral, importante para terem uma ideia do trabalho que este livrinho encerra. Há também outros índices, no final, que só obras de excepção têm, porque nos permitem um acesso mais simples e directo ao conhecimento. A excelência e o génio dão muito trabalho.
 
PG-M 2016

Sem comentários: