2016-04-10

I am not to speak to you

"I am not to speak to you", stranger - Walt
Whitman. E o dia começara
com a Susana a postar que não ia ver o vídeo
de Natal que põe em imagens o síndrome dos
funerais, aquele do termos sempre tempo para
funerais e para dar ao polegar - que agora é
comunicar, não pedir boleia -, mas não para um
"desconfortável" café com aquelas coisas antigas
como olhares, toques, cheiros, até algum tédio e
desconforto, e logo a seguir a Maria João posta
este poema do Whitman que diz ao stranger que
lhe foi íntimo na memória e na solidão toda uma
vida:

I am not to speak to you

Ah, como duas boas amigas descarnam,
sem saber, meridianas,
a minha missão, que me foi íntima
na memória e na solidão toda uma
vida. 

Be afraid. Be very afraid. 


PG-M 2015

Sem comentários: