2015-02-20

Meio-dia

Meio-dia e o ocaso
da manhã que te agarrou
pelo braço estavas tu
sumida ao toucador
os lábios finos da véspera
o olhar estreito da noite
os braços suportando
a voz e a dor muda
da montanha
a caminho da
tua vida
há um peso aqui
e as horas vigiam a tristeza
foram as mãos na terra
a inventar o meio
dia como se fosse
não é
pudera o sol ditar
o tempo e esta hora
era apenas
o teu


começo

PG-M 2015
fonte da foto

Sem comentários: