2014-08-26

O tempo


cada minuto teu tem pelo menos
um segundo meu
e as tuas horas minutos

meus


e os dias,
os dias que levas até ao fim,
horas minhas,
e os meses,
os meses que sulcas por dois rios,
dias meus,
e os anos,
e a vida,
têm pelo menos

um ano inteiro meu

mas depois é o beijo
ou a queda
de um abraço

e nós e o tempo
todo

PG-M 2014
fonte da foto

2 comentários:

Virginia disse...

Lindíssimo poema, Pedro.

Acho que vou partilhá-lo no meu blogue se me deres licença.

Abraço.

Pedro Guilherme-Moreira disse...

Sempre, Virgínia. Obrigado :)