2014-05-26

a carne da virgem maria


maria serve na perfeição
os ossos
de todas as mulheres
e dá de beber
à fé

ou nada

maria é
franca e assombrosa
tem uma luz branca na pele
e um segredo na boca
e um vinho a correr
na voz
e o firmamento
no rosto

e tudo

música e
o sangue nos astros 
o curso claro de um rio
nos olhos
o mar nos braços
o mundo na palma
das mãos

voltadas para cima

maria tem o colo formado
por tempo
e quando
tu surges no átrio
(tu e todas as mulheres)
ou nos planos da noite
ou nos beijos marginais
ou correndo menina
no pátio
ou mãe no espelho
ou sobre o meu corpo
nua
ou primordial

em todos os lugares
e a todas as luzes

e o amor é tão
insuportável
e tu tão admirável
e bela,

eu lavo-te os pés
e choro por transcendência
e digo que és

(por causa da figura divina
 sobre a credência
e do lamento insanável
dos dias)

a carne de todas
as virgens marias


PG-M 2014




Sem comentários: