2013-12-31

Tu


só uma coisa me interessa: tu
só uma não-coisa me interessa:
tu
verifico-te desde a lua e o planeta é todo
tu, ou seja,
está cheio de matéria negra e estrelas,
tu,
tu à volta e tu por dentro

um contínuo sempre igual, sempre infinito

ou então estou cego
ou então vejo demais

isto não é um poema, és tu,
é uma maneira de te arrumar
de te sobreviver

de não te ver


PG-M 2013

Sem comentários: