2013-01-03

2013 - metade direita do círculo

 Nos anos de Coimbra chamávamos à água "expectativa" (um dia conto esta história), e hoje ocorreu-me que tenho centenas de ânforas cheias no pátio. Quem quiser passe e leve. Também dou a tracção, para inverter a sublimação. A nave prossegue o reconhecimento. Tanta ânfora gera um corpo sólido que já é mais do que esperança. A Pandora não veio. Depois queixem-se. Chamem-me críptico quando eu me podia limitar à seguinte frase: contem comigo. Contém-me. Em 2013 "vai vir" a utopia sólida e combativa dos sem-garganta. Anotem aí.
 
PG-M 2013

Sem comentários: