2012-11-10

as nossas palavras na parede

Quarta-feira, 8 de Novembro, pelas 19:30h e em frente ao meu mar de Gaia, escrevi o texto "Porcelana" porque se me impôs. Quinta-feira, dia 9 de Novembro, pela noite, e porque o mesmo texto se impôs, felizmente, ao organizador de uma sessão bimestral de poesia no Bairro Alto, as palavras, que passaram de minhas a nossas, estavam projectadas na parede e ditas (dizem-me) com emoção e acolhimento.
Comove-me profundamente. Tenho consciência da minha sorte, do meu privilégio. Obrigado.

Sem comentários: