2012-03-20

Uma calamidade para o século vinte e um


‎"(...) Nesse mugido de mudos e nesses discursos de cegos, nessa espessa mistura de pessoas unidas pelo terror, pela esperança e pela desgraça, na falta de compreensão mútua entre as pessoas que falavam a mesma língua exprimia-se tragicamente uma das calamidades do século vinte.(...)" Vassili Grossman, Vida e Destino - e eu acrescento que esta "calamidade" se radicalizou no século vinte e um: estamos particularmente disponíveis sem corpo para os estranhos, e particularmente indisponíveis com corpo para os amigos: de algum modo, a ilusão de perfeição é a nova droga global.
come, my friends,
come and see my absolute perfection
come, my friends,
forget my flaws and my faults
I can't go anywhere with this body
I'm everywhere without it
PG-M 2012

2 comentários:

ana b. disse...

Olá Pedro:)

Ando, há que tempos, com este livro debaixo de olho. Parece, deveras, interessante.
Beijinhos

Pedro Guilherme-Moreira disse...

Pois eu também andava, mas tive a sorte de ser dia do pai. É magistral. Mesmo. O estilo do Vassili assiste-me mais do que o do Tolstói (esta do assiste-me é de propósito: parece-me uma expressão fantástica:)