2012-03-13

O aforismo dos insectos humanos persistentes


"Nenhum espírito, esteja em sono ou em vigília, suporta a atenção prolongada de outro sem que os músculos do corpo que encima reajam." 

PG-M 2012

Sem comentários: