2011-12-21

O Natal é uma espécie de queda



O Natal é um espécie de queda gradual
para dentro, em que os egoístas
alter-agem e os egocêntricos batem
com raiva
e todos dão,
nem que seja a si próprios.
Os dias avançam e cada um
alça as suas pétalas
para que mutuamente se cinjam
e escondam o imo,
e o imo
perante as luzes e os sons e os
casacos de lã


vinte e dois
o cheiro
vinte e três
o brilho
vinte e quatro
frágil entra
em casa


caiu todo em si
inabalável


e o mundo na sala de jantar

PG-M 2011
fonte da foto

Sem comentários: