2011-11-07

portanto, um dia perfeito de outono

portanto,
um dia perfeito de outono

(o arco raso do sol e a inclinação das sombras
os pescadores de contraluz
ao meio-dia
as pessoas com breves agasalhos na areia
paradas
velhos calados nos bancos a olhar o mar sem
vento
sítios sem amantes infelizes e vozes surdas
folhas em árvores quase todas por
cair
a última manga curta
bosque de écharpes
abraços de frio
quente e tempo
plano

um teatro de fantoches com edital afixado na pequena porta de madeira
onde se pode ler:
"pausa no mundo"),

dizia,
um dia perfeito de outono acontece uma vez na vida e sem despacho prévio,
portanto, dizia,

é hoje.

PG-M 2011

Sem comentários: