2011-07-16

Amanhã

Montei a mesa na varanda e alinhei a cadeira. Não olho o mar, mas o mar mal me sai dos olhos. É ligeiramente mais escuro do que a noite, como as luzes dos pescadores são maiores e mais fortes do que a das estrelas. Sou tanto península como gávea sobre o oceano. A abertura está prestes a terminar.

Amanhã começo um novo livro.

Sem comentários: