2011-06-22

forma



tenho de fazer insolvências e arrestos e queixas
crime,
mas tenho os dedos presos a um poema
e a alma suspensa
das fundações de um livro
e, como sempre,
deito a toga preta sobre o corpo
nu
e com o branco dos olhos
desvio a torrente
e varro a entrada

PG-M 2011

Sem comentários: