2011-04-01

Gloriosa Rachel

A crítica a este filme faz-se depressinha: Rachel McAdams para o menino e para a menina. Para quem gosta e para quem não gosta. Eu gostava. Agora ainda gosto mais. Não que ela tenha alguma coisa de "girl next door". Qual quê? É mais "cover girl", mesmo, mas, seja ou não seja, não é por aí. Além  de, ao contrário de outra vedetas que se inserem no mesmo patamar de "casting", não ter aqueles irritantes tiques que fazem desesperar quem vai à procura de cinema, e não de palhaços, tem toda uma panóplia de recursos que ficam bem à vista neste filme, e torna-se na namorada, na amiga, na profissional, na filha - só faltava ser mãe. E depois é pungente ver como se safam bem o grande Harrison Ford, que está com visíveis limitações motoras mas se defende muito bem, e a normalmente irritante Diane Keaton, que, não só cumpre, como supera as expectativas. Sendo um "feel good movie" (e quem mal tem isso? Bem precisamos deles...), não é desmiolado, permite conforto aos profissionais que vivem aquela vida e alguma compreensão e reflexão a quem está de fora e que, como eu, critica sem piedade as opções pelo nivelamento por baixo de informação e entretenimento. O argumento é muito simples, mas está escrito e representado com competência (brilhantismo, no caso de Rachel), e contém algumas sequências de ir às lágrimas - estejam atentos ao momento em que a produtora muda de estratégia para aumentar as audiências, que na sala foi quase (e justamente) de histeria. Eu não escrevo muito sobre cinema, e só o faço quando os filmes me compelem a fazê-lo: este compeliu, e é obrigatório para quem quer passar um bom bocado. E termina com uma montagem brilhante, algo inesperada e bem acima da qualidade média do filme: estejam atentos às cenas finais, em que se vê Rachel a correr, em câmara lenta, pelas ruas de Nova Iorque. Uma maravilha de realização, montagem e fotografia (o que inclui a iluminação). Way to go.



fonte da foto

1 comentário:

Beatrix Kiddo disse...

gosto muito da moça

e o filme parece-me apetecível