2011-03-18

As putas dos anjos

As putas dos anjos

Um anjo não tem de ser
branco
doce
seminal

porque um anjo pode ter
um casaco lá de casa que só veste
pela véspera
ser de carne
vir do vento
trazer frio
e um lamento
ao chegar à nossa beira
e lágrimas ao nosso ombro
e rímel à nossa malha
e deixar a pele inteira
e não ser

(lamentavelmente)
(necessariamente)
belo

e um abraço, caralho,
um abraço pode dar
mesmo que à vigia acorram

os donos da alma pura
os feéricos convivas
ou jograis ou deputados, animais ou condenados, enfim tipos
que devoram

a candura,
mas que há


Há anjinhos e marmanjos a comer
os nosso anjos

Pedro Guilherme-Moreira
2011



fonte da foto

2 comentários:

margarida disse...

Gostei do teu anjo... É de carne, de pele e de lágrimas. É um anjo que consola e conforta mas também se zanga e enfurece quando é preciso...
Imagino-os, assim, os anjos sempre prontos a amarem mas de coração completamente humano. Desejam voar apenas...

Pedro Guilherme-Moreira disse...

Obrigado, Margarida. Não sei que Margarida é, mas quem recebe assim aceita de bom grado e anonimamente. Bjs, Pedro