2011-02-11

Summer 80

(...) Foi também por causa delas que esses Verões foram os mais felizes das nossas vidas, ainda longe das preocupações universitárias, com praias ocupáveis, semanas de trinta graus sem alertas amarelos e avisos de calor sufocante a abrir os telejornais, jogos de futebol na rua e pedófilos dissimulados, ciganos em barracas e pessoas por encaixotar, sem plantações de centros comerciais mas com três meses e meio de férias, a Discoteca às 14h na Rádio Comercial, a Sexy Girl do Glenn Frey, sapatilhas Sanjo a duas notas de mil, garrafas gordas de Laranjina C, manhãs de desenhos animados na RTP1, só dois canais e a TVE apanhada à sucapa e com péssima recepção, a maioria dos televisores a preto e branco e a corrida às Grundig Super Color sem comando, a bola de vólei debaixo do braço e a toalha ao ombro nas idas à praia sem voleibol de praia, massificação de redes e modas surfistas, os amigos queques de roupa branca e em bata branca as batatas fritas caseiras correndo as praias, o reino das bolas gigantes e dos cremes Nívea (sem bronzeadores para várias sensibilidades de pele a preços proibitivos), os jogos de vai-vem, os discos de plástico, o Bar-Sol e as queijadas, o Rei dos Frangos e o Silvinu's, o Iôdo e o Areal, os miúdos saindo de casa e descobrindo a rua e a vizinhança, as competições de bicicleta nos montículos dos desaterros, as aventuras nas casas em construção, as viagens de carro sem cinto de segurança, as horas vesperais sem ninguém nas dunas, o mar só para nós, os recados à loja, isso tudo e elas as três e dor nenhuma. (...)"
Pedro Guilherme-Moreira 2009

Sem comentários: