2011-02-21

Kramer vs Michael vs o vazio do Homem

Nota prévia: não está aqui em causa a atitude lamentável do Michael Richards, mas apenas a forma como ninguém quer entender e todos querem linchar rapidamente. E como não há memória ou tolerância, mesmo com os intolerantes. E como se julga liminarmente tudo e todos. Ao minuto.


Este post é perturbante, ficam já avisados.

Pouco depois das oito e meia da noite estava, uma vez mais, perdido de riso, a ver a Sic Radical, agradecendo à providência tê-lo enviado assim (três mil visualizações no youtube):


Uma hora depois, quis saber o que era feito do actor, Michael Richards, e fui inundado por isto (quase um milhão de visualizações no youtube!):


Viram como acabou? "É por isso que nunca mais foste nada depois do Seinfeld."
Minutos depois, dei com as desculpas, tristes, sombrias, perturbantes, com Jerry Seinfeld a fazer de mãe:


Em 2010, perde uma estatística caseira: é mais odiado do que o próprio Howard Stern.



Em 2011, está aqui (nada parece ter mudado, e a Cindy, como se vem falando, está ainda melhor):



Um homem em decadência?
Talvez, mas muito antes disso estamos nós, meus caros: nós que somos uns filhos da puta uns para os outros.

Não duvido de que a maioria estaria na linha da frente para linchar o homem.
Argumentos, bons argumentos, haveria muitos, sim.
Mas os verdadeiros não se explicam aqui: estão na natureza humana, primeiro, e no carácter, depois.
Boa noite da vida.

Sem comentários: