2011-02-28

Janelas

"Olhou para as janelas abertas e reparou que todas tinham o seu silêncio, e que ninguém se apoiava nas ombreiras para o convocar. Começou a fechar uma por uma. A última foi a do facebook. De olhos postos no chão, amaldiçoou o fim-de-semana intenso e a vida real que o fez abandonar os "amigos". Começou a bater às portas, mas ninguém atendeu."

PG-M 2011

Sem comentários: