2011-02-07

Fora de estrada

"(...) Primeiro estava serena sobre uma maca, com dois médicos esbracejando junto a ela, depois estava serena sob um lençol. De onde vêm este lençóis que cobrem os mortos?, perguntei eu ao Roger, e repeti a pergunta até casa, e ele nunca me respondeu. Soube-se que o carro se tinha despistado numa curva perigosa, que ela tinha falecido no local e o pai tinha saído apenas com ferimentos ligeiros que o deixaram alerta para sentir em carne viva (no funeral ele disse em sangue) a culpa e o maior sofrimento a que um homem pode estar exposto.
E eu?
Foram meses e milhares de porquês e mares de lágrimas.
Esta mulher da minha vida reencontro noutro plano da existência, mas neste livro acabou. (...)"

Pedro Guilherme-Moreira 2009

Sem comentários: