2011-01-28

Old friends old tree

"(...) Projectava-me no futuro e pensava o que seria romper com todos aqueles amigos que corriam em volta da árvore de tronco largo que dominava o corredor estreito do recreio na parte de trás da escola. Sabia que perderia a maioria para sempre. Pensei nisso com mais intensidade nesse último dia de escola primária, mas foi impossível conter tanta emoção dentro de mim. Não consegui gerir simultaneamente a perda de vinte e tal amigos. Antes de arrancarmos para o passeio da praia, aquele onde a minha mão encontrou a de Ana Bárbara, deixei-me ficar no muro de meação, de costas para a casa do professor (o único docente masculino ao tempo, vizinho da escola), um lugar para onde nunca ia. Fui para lá porque queria estar fora do cenário que conhecia e do espaço que dominava. Queria ter uma noção clara do que ia acontecer. (...)"
Pedro Guilherme-Moreira

Sem comentários: