2011-01-23

Azedume

"(...) O azedume não tem limites dentro de um homem, mas é invisível no cosmos, ou seja, é infinito no pequeno espaço do ego e finito na matéria interstelar, onde podia não ser. (...)"




fonte da foto

Sem comentários: