2009-12-27

Levantamento de heterossexuais contra a (ou a favor da?) SportTV

Está bem, eu digo-o com todas as letras:
Ser "gay", sexualmente falando, não tem mal nenhum.
Mais complexo é explicar a pessoal que supostamente se acha de barba rija, feios, porcos e maus, que o seu canal favorito, que provavelmente estão a ver sempre que estão acordados, canal esse que sacrifica milhares de orçamentos familiares (e famílias) por esse país fora (só à conta dele, tenho fibra e tudo!), e torna os seus espectadores animais obtusos e desinteressantes, tanto como o pedreiro que só fala de pedra ou o carpinteiro que só fala de plainas, esse dito canal é, sem margem para dúvidas, um canal gay.

Tal ideia iluminou-se-me hoje mesmo, quando suportava por breves minutos um centro comercial, onde tive de ir fazer coisas que lá estão concentradas e saíram totalmente da rua, tomando café a assistir deleitado no ecrã gigante aos movimentos da Beyoncé no "Single Ladies" (que junto abaixo, para vocês perceberem do que eu estou a falar), quando o meu deleite é bruscamente interrompido pelo Chelsea-Cascos de Rolha FC (como habitualmente, sem peguntar, seja centro comercial ou cafezinho de bairro, é "óbvio" que o povo todo quer ver Sport TV, e que a parte feminina do povo agradece por ter os obtusos entretidos e calados, até porque alguns lhes acertam e bem quando não têm nada que fazer, e isto já não tem piada nenhuma).

Ora, nada tenho contra quem adora futebol.
Acontece que eu adoro cinema. Eis as razões pelas quais não estou todas as horas disponíveis de todos os dias, e dez horas por dia ao fim-de-semana, a ver cinema:
a) tenho mais que fazer;
b) vivo numa sociedade que exige um pedaço de mim em várias frentes, porque sou pai e marido, pelo menos, mas também amigo e advogado e escritor, leitor e voleibolista veterano, etc;
c) mesmo que estivesse na absoluta solidão, há coisas chamadas moderação e bom-senso.
d) há bilbiotecas e museus e mercearias e aldeias e serras e planícies e campo e cidade e outros deportos (pasme-se!!!);

By the way, também gosto de sexo, de comer bem, de beber bom vinho, ouvir boa música e de mais algumas coisas, if you know what i mean.

Acontece que também gosto de mulheres.

Ora, garanto-vos que, meus caros consumidores compulsivos de Sport Tv e quejandos, que se vocês gostassem um bocadinho de mulheres não passavam a vida espetados nesse canal gay eivado de homens.

Mas, e isto é importante que se diga, nada contra.
Sendo muito prosaico, como tem de se ser com qualquer obtuso, mais sobra, e melhor, e curiosamente num especial grau de assanhamento que muitos de nós, os realmente heterossexuais com a mobília devidamente arrumada, não desdenham.

Mas, por favor, não se queixem nem me tornem a trocar a Beyoncé pelo Drogba!

PS: não, eu não me esqueço que o resto do tempo vocês estão nos cafés mergulhados nos jornais deportivos, e que a vida não vos deixa tempo para muito mais, coitados.


Sem comentários: