2009-11-17

Novas da Praia outonal (repórter Bachelard)

Dois dias de chuva e o regresso à filosofia de Bachelard.

Seria possível uma vida coerente se a estação onde apanhamos o comboio mudasse de lugar todos os dias?

Nas praias de Gaia as ribeiras que desaguam no mar mudaram de curso, a fúria da água rasgou novos afluentes, deitou pontes e passadiços de madeira abaixo, descobriu centenas de rochas, muitas guardas de bambu de protecção às dunas estão por terra, o lixo acumula-se na segunda linha de praia, basta olhá-lo um minuto para perceber histórias inconfessáveis, sapatos, comida, bacias, cigarros, e não há engenheiro ou arquitecto que resista a uma chuvinha mais viva.

Está sol de novo, e as aves voam sobre as ondas.

Bachelard e a física quântica foram hoje correr sobre a areia.

Créditos fotográficos aqui

Sem comentários: