2009-05-11

X

Antes de ires, regressa ao campo
onde tens guardadas flores,
onde estás guardada flor.
Lembras-te da planície imensa

onde tudo era claro e todos inábeis,
onde tudo era ausente e todos presentes,
onde o tempo não disse nem tu percebeste
que há deusas na terra por breves segundos?

E vens cá chegando com toda a brancura,
com toda a pureza, com toda a leveza
vinho pão semente vão casa pele

coração. Agora vai,
Sai planando pelo espaço, sai do tempo
leva os X à eternidade, apertados

à cintura, vai sem véu
vai planura.

Pedro Guilherme-Moreira,
2009-05-11


Sem comentários: