2005-03-02


REJUDICETRATO


“Senhor Doutor Zé Miguel:

Quando eu quis esculpir-lhe o olhar

Desta palavra-cinzel,

Pediu-me para deixar


Os tiques da eternidade

Num papel amarrotado,

Que leva mais da verdade

Do que um poema calado.


Disse está bem, mas peguei

Naquela foto tremenda

Que o tem na sombra, bem sei,


E fiz-lhe aí uma emenda.

Deixo ao tempo a luz e a cor

De uma Bastonário Maior.”



Pedro Guilherme-Moreira

2005-02-26


Sem comentários: