2005-02-12

HOJE O ZÉ MANEL PERDEU UM AMIGO


Há quem lide com a dor fazendo do silêncio o seu consolo.

Há quem viva sentindo-se melhor abrindo o livro onde as letras são todas a negro bold de uma "Word" que é de solidão - solidão vizinha da loucura. Arrepia pensar que não posso dizer ao meu amigo o presente que costumava usar.

Direi no futuro, com o passado, que me deixa saudades redobradas os momentos que vivemos e nos rimos esperando viver eternamente como os heróis que não morrem nunca.

Apetece-me chorar e na revolta só me vem à memória esta canção que não consigo cantar:

"Gracias a la vida que me ha dado tanto.
Me ha dado la risa, y me ha dado el llanto.
Así yo distingo dicha de quebranto,
Los dos materiales que forman mi canto,
Y el canto de ustedes que es el mismo canto."

José Manuel Ruas
2005-02-11

Sem comentários: